fbpx

Santa Cruz de la Sierra na Bolívia – O que fazer e dicas importantes

Vai passar por Santa Cruz de la Sierra durante sua viagem pela Bolívia? Saiba o que fazer, quais os pontos turísticos, onde se hospedar e dicas importantes para dar tudo certo durante a sua viagem. 

Catedral de Santa Cruz de la Sierra

Esse é um post enviado por um leitor. Se você quer ver sua viagem aqui no Mochilão Barato, entre em contato conosco através da aba contato. Então, com a palavra nosso leitor Thiago Duarte morador de Corumbá/MS.

Santa Cruz de la Sierra é a maior e mais populosa cidade da Bolívia. Ainda que a Bolívia seja considerada um país pobre, Santa Cruz é uma das cidades mais ricas do país, além de multicultural, é tida como a cidade mais industrializada e principal centro de consumo nacional.

No post anterior, Como chegar a Santa Cruz de la Sierra na Bolívia – Trem ou ônibus?, falei sobre as opções disponíveis para chegar a Santa Cruz, com destaque para as terrestres a partir da fronteira da Bolívia com o Brasil em Corumbá/MS, como o “Trem da Morte” e os ônibus, explicando os pontos negativos e positivos de cada uma.

Nesse post vou contar um pouco da minha experiência em Santa Cruz de la Sierra, cidade que na maioria das vezes serve apenas como ponto de chegada na Bolívia para os viajantes brasileiros, mas que tem muitos atrativos e merece ser incluída no seu roteiro pelo país. 

Resort Maripozario Guembe em Santa Cruz
Resort Maripozario Guembe.

Chegando em Santa Cruz de la Sierra

Ao desembarcar em Santa Cruz não se assuste, pois o entorno do Terminal Bi Modal é realmente de muito movimento e trânsito caótico. Tome muito cuidado, de preferencia pegue um táxi no estacionamento do terminal e evite sair aos arredores com suas malas ou mochila, já que a região é muito perigosa, e furtos e golpes são comuns.

Terminal Bimodal
Terminal Bimodal Santa Cruz de la Sierra.

Se pretende apenas passar algumas horas na cidade antes de seguir para o próximo destinos, no terminal há guarda-volumes onde você pode deixar sua bagagem e objetos de valores em segurança. Também há banheiros públicos disponíveis, sendo necessário pagar uma pequena taxa para utilização. 

Santa Cruz de la Sierra
Região do terminal.

Como se locomover

Quanto a infra-estrutura, a cidade caminha ao poucos para uma organização de seu trânsito e transporte público, estando dividida por anéis, chamados de “anilios”. Os dois primeiros (centrais) estão bem organizados no que tange a paradas dos ônibus, sinalização de pedestre e carros, existindo alguns pontos até com ciclo faixa.

Santa Cruz de la Sierra

A frota de micro-ônibus aos poucos está sendo modernizada com veículos novos e climatizados, que circulam em sua maioria apenas nos 1º e 2º “anilios”, mas alguns poucos vão até os 3º e 4º “anilios”, as chamadas linhas “volteiras”. Ainda há os “trufis” que também circulam nos anéis junto as linhas “volteiras”.

O restante das linhas continua com os micros clássicos, mas que já estão com dias contados, pois a partir de 2019 começa a ser implantado o sistema BRT (Bus rapid transit) nos anilios e avenidas da cidade. Parte deste plano ocasionou a transferência de duas grandes feiras-livres do centro, a Loz Pozos e La Ramada, que ficavam em ruas super estreitas com suas barraquinhas disputando espaço com os táxis, micros e pedestres, para outras regiões da cidade. Uma avanço, pois pensa na desordem que era antes!

Santa Cruz de la Sierra
Bus Yacare circula no 2º anilio.

Mas enquanto o BRT não entra em funcionamento é preciso sobreviver ao caos. Mas nem é tão difícil, já que os motoristas dos ônibus são super solícitos quanto as dúvidas e auxiliam bastante no trajeto, indicando onde descer. A passagem custa 2 bolivianos. A Uber e outros aplicativos funcionam na cidade, mas ainda assim é negociar tudo antes com o motorista. Uma viagem de 3 quilômetros custa menos de dez reais.

Uma dica para facilitar a locomoção é o aplicativo Cruzero, ele fornece a rota dos micros. Indicando o local de embarque e o destino, ele informa quais micros se deve pegar e onde o passageiro deve descer, caso seja necessário trocar de ônibus. Além também de fornecer o tempo estimado para o percurso.

O acesso ao Aeroporto Internacional Viru Viru e rodoviária podem ser feitos por táxi, ônibus e uber. Os táxis de Santa Cruz não possuem taxímetro, por isso, é indicado perguntar o valor antes de iniciar a corrida. O aplicativo Uber é uma ótima opção para se locomover, na maioria das vezes são carros melhores que os táxis de rua, além de facilitar a comunicação com o motorista.

Dicas de Hospedagem

Há diversos hotéis e hostels em Santa Cruz de la Sierra, de diferentes preços e níveis de confortos. Procure ficar próximo da região central, próximo da praça principal, que é muito segura. Eu fico sempre próximo a praça até durante a madrugada e é tranquilo por ali. Recomendo o Residencial Ikandire, hostal na aérea central (+-R$50,00 a diária).

Hospedagem em Santa Cruz de la Sierra
Resdencial Ikandire.

Com relação às opções de hotel, pode-se optar pelo Plaza 24, que fica a 600 metros da Plaza 24 de Septiembre. Ele possui quartos elegantes e confortáveis e todos possuem ar-condicionado, essencial para a cidade. Neste hotel, você terá acesso a um bar local com ótima iluminação, restaurante, e serviço de quarto.

Outra opção é o La Siesta, que fica bem próximo do Plaza 24 e se encontra no centro, perto do Museu de Arte Sacra e possui vários restaurantes no seu entorno. Por estar no centro, dá para você aproveitar diversas opções de roteiro. Além disso, os quartos são confortáveis e possuem TV e internet sem fio. Embora não tenha ar-condicionado, o hotel possui piscina, permitindo que você se refresque quando quiser.

Outra opção de hostel é o Nomad 316 possui uma decoração minimalista e tem um bar local, além de estar próximo de restaurantes e mercados. Também há a possibilidade de preparar suas refeições na cozinha compartilhada.

O que fazer em Santa Cruz de La Sierra

Muitos dizem que não há o que fazer e conhecer em Santa Cruz de la Sierra, mas a cidade possui vários atrativos interessantes e que valem a pena uma visita. Podemos citar a Plaza 24 de Septiembre, a Basílica de San Lorenzo, o Centro Cultural Manzana Uno, os parques aquáticos e o zoológico. Veja na sequência a descrição de todas estas opções.

Centro Histórico

Os principais pontos turísticos de Santa Cruz de la Sierra se encontram no centro histórico da cidade, onde podemos encontrar a Plaza 24 de Septiembre e a belíssima Basílica de San Lorenzo.

A Plaza 24 de Septiembre é a principal praça da cidade, onde locais e turistas se reúnem para se divertir e socializar. Há muitos bancos e pequenas mesas para um jogo amigável de xadrez. Em seu entorno há vários edifícios históricos, bares e restaurantes onde podem ser apreciados pratos típicos do país.

A principal catedral da cidade está localizada na Plaza 24 de Septiembre, a Catedral Metropolitana Basílica Menor De San Lorenzo. Com uma arquitetura que se destaca facilmente em meio a outros prédios, a catedral é sem dúvida o edifício mais emblemático da cidade.

A catedral fica aberta para visitas gratuitas, contudo, uma de suas torres possui um mirante que proporciona uma bela vista da praça e de parte da cidade, para ter acesso ao mirante é preciso pagar um valor de 3 bs. Este valor permite visitar também um pequeno museu de Artes Sacras da catedral, localizados nos fundos da igreja.

As visitas podem ser feitas diariamente das 8h às 21h. A torre fica aberta das 8h às 12h e das 15h às 18h30. O museu abre de 15h às 18h.

Outro ponto turístico da cidade é o CentroCultural Manzana Uno, localizado no antigo prédio da Polícia Nacional. O Manzana é um espaço cultural interativo, com diferentes exposições de fotografias e obras de arte. O espaço possui entrada gratuita e funcionamento diário de 10h às 12h30 e das 16h às 21h.

Parques Aquáticos

A cidade com conta com um zoológico, vários parques aquáticos (Aqualand, Playland, La Rinconada), com o resort Mariposário Guembe, ideais para passar o dia refrescando, tudo bem próximo e com baixo custo.

Santa Cruz de la Sierra
Aqualand park.

No Resort Maripozario Guembe o passeio de um dia custa 180BO (+-R$95,00) e conta com restaurantes, aviários, borboletário e chalés.

Santa Cruz de la Sierra

O Biocentro & Resort Guembé possui infraestrutura cosmopolita mesclada com belezas naturais, este é um resort onde você terá contato com animais, plantas e flores. O parque possui piscinas naturais, oferece serviços como o passeio de charrete, além de poder navegar pela lagoa com botes infláveis. Para passar o dia no resort, a entrada custa em média 180 bs por pessoa.

Shoppings Centers

Há ainda dois grandes shoppings (Ventura – Cinemark prime e Las Brisas Mall – Rede Cine) e um terceiro em finalização de sua segunda fase (Ciudad Indana) que conta com diversas redes fast-food, dentre elas Starbuks, PapJohn, Burguer King e Hard Rock Café, este último caríssimo.

shopping em Santa Cruz de la Sierra
Shopping Las Brisas Mall.

O shopping Ventura Mall localiza-se próximo ao Hard Rock Café e ao seu redor há vários bares e Pubs super movimentados nos fins de semana. Essa é uma das regiões mais nobres da cidade. Há diversas opções de baladas em Santa Cruz de la Sierra, desde bares alternativos até casa Woods, muito frequentada pelo grande número de Brasileiros que residem por lá para estudar e trabalhar.

Santa Cruz de la Sierra

Zoológico

Santa Cruz de la Sierra também conta com um zoológico, diferente de muitos zoológicos, nele você encontra animais que só podem ser vistos nas regiões dos Andes e que foram resgatados de cativeiro. O local dispõe de brinquedos para crianças e também o contato direto com aves e outros animais que estão ali em tratamento. O zoológico funciona todos os dias de segunda a domingo de 08h às 17h, com valor de entrada de 10 bs.

Atrações em cidades próximas

Um grande ponto positivo de viajar para Santa Cruz de la Sierra é o fato de poder visitar as atrações que estão nas cidades próximas. Então, se você tiver tempo, além usufruir de todas as opções que a própria cidade proporciona, visite os arredores e conheça ainda mais lugares, pessoas e experiências interessantes.

Samaipata

Um dos lugares mais legais de se visitar no entorno de Santa Cruz é Samaipata. Fica a 3 horas e meia de viagem, no alto de várias montanhas e aos pés da Cordilheira dos Antes. Há um sitio arqueológico de uma cidade Inca onde se encontra maior pedra lascada do mundo.

El Fuerte de Samaipata
El Fuerte de Samaipata

Para chegar lá é preciso tomar um “truffi” na Avenida Irala, na região sul da cidade de Santa Cruz. Paga –se 30 bolivianos de passagem para ir até a cidade Samaipata, sendo que para ir ao forte e voltar custa em torno de mais 80 BO (+-45 reais). O nosso truffi (van) nos levou a cidade para passear, almoçamos e fomos ao “fuerte” e depois nos trouxe de volta a Samaipata. Um passeio de um dia todo praticamente. A entrada do Fuerte custa 50BO (27 reais) com direito a visita ao Museu arqueológico na Cidade de Samaipata.

El Fuerte de Samaipata

No caminho passamos por muitas cidades ao redor de Santa Cruz, mas a partir de um determinado trecho é aventura total, já que a pista fica rente a ribanceiras, despenhadeiros e os motoristas são muito loucos, combinação perfeita de adrenalina e imprudência, rs. Mas como eu tenho amor a minha vida, pedi ao “chofer” para ir “despacito”, rs. No geral os trufis são bem tranquilos. Para que é pior ir de ônibus (Trans Samaipata, 20BO), pois eles são muito velhos e cruzamos com alguns nas curvas correndo muito e fazendo ultrapassagens perigosas. Ou seja, fujam dos ônibus!

Carretera Samaipata

Esta “carretera” é a mesma que dá acesso a Sucre e tem paisagens lindíssimas, com cachoeiras cortando o caminho que fazem dali um atrativo à parte. Há vários hotéis e resorts nessa região, um dos mais conhecidos é o Hotel Laguna Volcan Eco Resort, próximo a uma lagoa verde, que é na verdade um vulcão extinto. Tem uma fantástica vista do lugar e organiza passeios de um dia, incluído trilhas.

El Fuerte, Samaipata
El Fuerte.

A cidade de Samaipata é bem tranquila, um vilarejo pacato cheio de gringos aventureiros, principalmente franceses. Eu fiquei hospedado na Posada Guassu, próximo da praça, uma opção mais econômica, com diária de 100 BO (55 reais). Muito bom, recomendo, quartos individuais, aconchegantes, banheiro coletivo, porém limpo, singelos, como tudo nesse lugar. Seus simpáticos donos e uma belíssima estrutura me marcaram muito ali. Tomei café e jantei com eles, te tratam como família,muito bom. 

Hospedagem Samaipata

Além do forte, Samaipata guarda lindas trilhas para se fazer a pé ou de bike, cachoeiras e muitas plantações de uva no alto de seus vales. As lindas vistas e as vinícolas nos encantam. Como a região é próxima de Santa Cruz de La Sierra pode–se também fazer um bate-volta tranquilo em um só dia.

Samaipata Santa Cruz
Samaipata.

Rota de Che Guevara

Em 2007, foi inaugurada a Rota de Che Guevara. O rota passa pelos principais caminhos onde o herói percorreu no território boliviano. Possui aproximadamente 1.000 quilômetros e conta com 75 locais históricos importantes onde ocorreram os combates. A rota se inicia na cidade de Vallegrande, localizada a seis horas de Santa Cruz de la Sierra, é lá que se contrata o passeio, que custa entre 200 e 450 bs e tem duração de dois dias.

Monumento Natural Espejillos

O Monumento Natural Espejillos também é um forte atrativo dos arredores de Santa Cruz. Espejillos fica em meio à floresta tropical em uma área de proteção ambiental, fica em Porongo com acesso pelo vilarejo de San José. O local possui várias piscinas naturais de águas cristalinas e também várias cachoeiras, com destaque uma cachoeira de cerca de 20 m de altura. Para ter acesso ao local é preciso pagar uma entrada no valor de 20 bs por pessoa.

Dicas gastronômicas

Conhecer os novos sabores também pode se tornar uma experiência marcante para sua viagem, seja do lado positivo ou negativo. É muito interessante conhecer os costumes da população local e experimentar suas comidas típicas é uma forma de vivenciar esses costumes de forma prática.

Comidas Típicas

Santa Cruz de La Sierra oferece opções bem variadas de gastronomia. Podemos citar como comidas típicas:

  • Majadito ou Majao: é feito a base de arroz, acompanhado de carne seca, pato ou frango, ovo e banana frita.
  • Pacumuto: espetinho de carne, frango e vegetais. Geralmente é feito com carne de vaca, mas há variações.
  • Sonso: mistura de purê de mandioca com queijo ralado, podendo ser servido assado ou frito. É comum que seja servido no café da manhã ou chá da tarde.
  • Sopa de maní: Sopa feita a base de amendoim, leva também o arroz, batata, cebola e vários temperos, frango ou carne dependendo do restaurante.

Indicações de Restaurantes

O restaurante El Aljibe, localizado na zona central da cidade, é um restaurante-museu, ótimo lugar a ser visitado. O estabelecimento é decorado com peças antigas e comida tipicamente boliviana. Os pratos custam cerca de 70 e 80 bs.

O restaurante La Casa del Camba é especializado em comida típica de Santa Cruz, mas também possuem a opção de grelhados O estabelecimento oferece o modelo delivery de pratos individuais que custam entre 30 e 50 bs.

Restaurante Jardin de Asia, considerado um restaurante de luxo, que oferece comidas típicas da cozinha asiática, com um toque de influência amazônica e andina. O ambiente do restaurante é de encher os olhos, e o atendimento é muito elogiado. Não deixe de provar os drinks exóticos, que são especialidades da casa.

O Boulevard do shopping Ventura Mall concentra várias opções de restaurantes e cafeterias. O shopping reúne espaços como Starbucks, Hard Rock Café, Friday’s, Burguer King e outras redes. No shopping é possível encontrar opções de refeições para todos os gostos. Tendo como mais visitado o Hard Rock Café, um clássico ponto turístico da cidade.

A cidade possui grande variedade de restaurantes, alguns deles oferecem cardápio executivo no almoço. Sempre são 3 pratos por um valor fixo, custando por volta de 25 a 30 bs.

Quer saber como foi a nossa experiência em Santa Cruz de la Sierra e boa parte da Bolívia, acesse o post do nosso relato.

Não esqueça do Seguro Viagem!
Na Bolívia o atendimento médico gratuito é muito precário. Se você ficar doente ou sofrer um acidente é provável que terá que buscar ajuda em um hospital particular e a conta pode ficar muito cara. Contrate um seguro viagem e viaje com tranquilidade. A Segurospromo vende planos por menos de R$10 por dia. Saiba mais em Seguro Viagem Internacional com desconto.


Leia também

Como chegar a Santa Cruz de la Sierra na Bolívia – Trem ou ônibus?

Salar de Uyuni: O sal mais doce do mundo

Mochilando pela Bolívia por 15 dias com 500 dólares

Mochilando por Machu Picchu, boa parte do Peru e um pouco da Bolívia por 21 dias

5 roteiros de mochilão pela América do Sul

Conhecendo o Paraguai

VIAJE POR CONTA PRÓPRIA E ECONOMIZE MUITO!
Reserve hospedagem no Booking.com
Seguro Viagem com desconto em Segurospromo
Alugue um carro em Rentcars
Passagens aéreas promocionais em Passagens Promo
Passeios em Santiago e no Atacama com TourGo
Tours pela América do sul em Denomades.com
Passagens de ônibus, trem e avião dentro da Europa em Omio
Ingressos e passeios pelo mundo em GetYourGuide
Chip Internacional com 5% de desconto em America Chip
Chip Internacional com frete grátis em EasySIM4U
Chip Internacional da Viaje Conectado com 10%OFF cupom PROMO10

2 comentários

  1. barbara 07/10/2019

Deixe um comentário